Como prática, a gestão de TI é mais do que “instalação e manutenção de tecnologia”.

suporte ti

Ela é também o uso estratégico da tecnologia de uma maneira que permita o suporte e a evolução do negócio.

Obviamente, a tecnologia tem que executar, ser viável, utilizável e funcional. E isso é tudo parte do que chamamos de Gestão de TI, exigindo uma combinação de habilidades técnicas, visão de negócios, consciência operacional e capacidades de gestão. Todos estes elementos se combinam para criar as “formas e meios” acionáveis ​​para o gerenciamento de TI em vários tipos de ambientes de negócios e circunstâncias.

Por que a Gestão de TI é importante?

A gestão eficaz de TI permite que uma organização otimize seus recursos e a performance de seu pessoal (os usuários), melhorando os processos de negócios e de comunicação a partir de práticas testadas e aprovadas. Assim, espera-se dos profissionais que trabalham em gestão de TI tenham habilidades em áreas de gestão geral como liderança, planejamento estratégico e alocação de recursos.

Assim como as grandes empresas, pequenas e médias organizações dependem de tecnologia da informação para ajudá-las a ter sucesso em um mundo em constante mudança. Se você está operando uma pequena empresa ou um negócio de médio porte, você deve saber que o desempenho dos negócios está cada vez mais ligado à sua capacidade de manter os sistemas de TI a operar com a máxima eficiência.

Motivos da importância da Gestão de TI:

1 – Gestão de TI ajuda a reduzir custos

Quando a TI é estrategicamente gerida, ou seja, não é vista apenas como uma área de apoio, mas sim como parte da estratégia do negócio, as melhorias trazidas por ela podem diminuir os custos da operação.

Ao integrar os departamentos, filiais e unidades de negócios, a operação ganha mais tempo para se dedicar às atividades estratégicas e deixa o que é exclusivamente operacional por conta das soluções tecnológicas. Com tudo automatizado e seguindo fluxos pré estabelecidos, os profissionais erram menos e precisam fazer menos retrabalhos. Como tempo é dinheiro, reduz-se muito os custos quando tudo funciona corretamente.

Ao entregar aos usuários ferramentas que otimizem seu dia a dia, com mobilidade e disponibilidade, por exemplo, os custos decorrentes de ligações telefônicas, entre outros, deixam de existir, pois tudo é feito em soluções que se alimentam. O departamento financeiro não precisa esperar por planilhas de Excel vindas do comercial, por exemplo. Os dados estão lá e podem ser utilizados e atualizados em tempo real.

Os próprios custos com TI se tornam menores e mais previsíveis, uma vez que há uma gestão ativa com a utilização de todos os recursos possíveis. Sem isso, é muito comum a empresa acabar adquirindo novas ferramentas e serviços sem se dar conta de que possui recursos internos.

2 – Melhorar o desempenho da equipe de projetos

Com tecnologias que ajudem a planejar e executar os projetos, o perigo de que eles se transformem em “Frankstein” diminui significativamente. A comunicação é acelerada e correta, a colaboração entre os envolvidos se torna mais fácil, os gerentes conseguem acompanhar mais de perto etc.

Tendo aparato tecnológico, a execução dos projetos da empresa se torna mais fácil e até mais prazerosa para os profissionais envolvidos, pois há padronização de atividades.

3 – Alinhar os objetivos da empresa

Com a gestão de TI também fica mais fácil alinhar os objetivos da empresa com a tecnologia. Ou seja, colocar a equipe de TI dentro do negócio e não utilizá-la somente como apoio.

A equipe de TI, cada vez mais, deve participar das deliberações e estar por dentro das metas, colocando-se a disposição para desenvolver ou buscar no mercado ferramentas e serviços que possam amparar os objetivos estratégicos. Isso só é possível quando há gestão efetiva de TI.

Por outro lado, fazer com que toda a organização trabalhe num mesmo objetivo pode parecer difícil quando não há soluções tecnológicas disponíveis. Daí a importância de uma gestão de TI estratégica. Com uma abordagem mais consultiva, os profissionais de TI conseguem potencializar esta integração e entregar aos usuários meios de colaborar, se comunicar e trabalhar em equipe.

4 – Tornar as informações mais seguras

Um dos grandes pesadelos para as empresas é o roubo de dados. Também a indisponibilidade das ferramentas tecnológicas utilizadas no dia a dia pode significar uma enorme dor de cabeça.

Com a gestão de TI, proporcionar segurança para a operação é mais fácil, pois o departamento assume uma responsabilidade mais estratégica. Ele assume responsabilidades como monitoramento das soluções, criação de uma política de segurança, apoio aos usuários em tempo hábil, entre outras funções.

5 – Transformar dados em informações de valor

Outro ponto importante proporcionado pela gestão de TI é a estruturação e a análise de dados. Com ferramentas e metodologias, é possível o departamento de TI entregar aos decisores relatórios com padrões de comportamento dos usuários e até de clientes, parceiros comerciais e da concorrência, para tomadas de decisão mais inteligentes.

Isso está muito ligado à capacidade de extrair insights dos dados, o que pode também potencializar a inovação do negócio. Sabendo como os clientes se comportam em relação a um determinado produto ou serviço ou até analisando as ocorrências do serviço de atendimento ao consumidor, por exemplo, a empresa pode melhorar seus produtos ou criar novas ofertas que atendam a estas demandas.

 [Clique Aqui e envie um Formulário, e-mail ou Telefone]